A Dura Tarefa da Espera Vigilante

Maná da Semana Para Ler Transformação e Crescimento Espiritual

Durante os últimos anos venho recebendo tratamento para um câncer de próstata. Já se passou quase um ano desde que passei pelo segundo procedimento moderadamente invasivo para remover o mal que subsiste dentro dessa pequena glândula. Até o momento, escolhi não a remover cirurgicamente. E felizmente não experimentei nenhuma dor durante todo o processo.

Recentemente fiz uma consulta por vídeo com o meu urologista para discutir a possibilidade de um segundo tratamento para remover uma pequena porção de câncer que sobrou. A recomendação dele foi “vigie e espere” durante outros seis meses. Sendo assim, aceitei o seu aviso e estou esperando os resultados do meu ultrassom para avaliar meu progresso.

Já que venho lidando com este câncer por bastante tempo, esperar um pouco mais pelo meu próximo tratamento é razoável. Eu aceitei o que chamo de “dura tarefa da espera vigilante”. Quando fui diagnosticado inicialmente pesquisei todas as alternativas disponíveis. O câncer de próstata raramente é agressivo e em geral cresce lentamente. Estatisticamente, poucos homens morrem devido ao câncer de próstata atualmente.

Minha atitude em relação a esta aflição está centrada na minha fé no Senhor. Minha jornada cristã tem sido cheia de provações, bem como de muitas bênçãos. Como seguidor de Jesus, compreendi que existem muitos momentos de “espera vigilante” no Senhor. Estudando a Bíblia encontrei esse conceito de vigiar e esperar com bastante frequência. O rei Davi escreveu em Salmos 27:13-14: “Apesar disso, esta certeza eu tenho: viverei até ver a bondade do Senhor na terra. Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor.” Excelente conselho de alguém tido como “o homem segundo o coração de Deus”.

Todos nós enfrentamos momentos de ansiedade nos últimos anos. Eles podem não ter incluído um grave diagnóstico, mas a pandemia, a incerteza econômica, e o ambiente de trabalho em constante mudança, fizeram surgir mudanças sem precedentes para a maioria de nós. Do ponto de vista empresarial, não me recordo de tempo mais desafiador para se ganhar o sustento. Assim, aprendi a trabalhar mais duramente e mais inteligentemente.

No ramo dos seguros, minha preferência sempre foi encontrar os clientes face a face.  Entretanto, isso ficou difícil com as restrições sanitárias. Eu tenho me esforçado por me tornar ainda mais compreensivo para com as necessidades e preferências de meus clientes. Devido à pandemia, porém, tem sido difícil a comunicação com muitos deles porque suas vidas também ficaram mais complexas e desafiadoras.

Este é o meu “segredo” para esperar e ser vigilante durante estes tempos penosos. Em primeiro lugar, precisamos desenvolver e manter uma vida de oração forte e consistente. Os seguidores de Cristo precisam entender o significado de vestir a armadura de Deus todas as manhãs. Como o apóstolo Paulo exorta em Efésios 6:10-11: “Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no Seu forte poder. Vistam toda a armadura de Deus para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo.” Precisamos resistir à grande tentação de sucumbir à astúcia do nosso inimigo espiritual.

Paulo continua em Efésios 6:18: “Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.” Sim, minhas orações não são apenas baseadas em minhas necessidades pessoais, mas também pelas muitas pessoas que Deus colocou em meu caminho, bem como por outras que eu mal conheço e que trabalham diligentemente para o nosso Senhor e aqueles que Ele coloca em seu caminho. Desse modo, estou me esforçando para fazer minha parte como um vibrante membro da família de Deus!

Questões Para Reflexão ou Discussão  

  1. Você já enfrentou uma situação, seja na saúde ou nas finanças, que exigiu uma considerável espera antes de ser resolvida?  Como você reagiu?
  2. Como você compreende a expressão “espera vigilante”? Quais os benefícios e as dificuldades de ter de fazer isso?
  3. Quais os desafios que você enfrentou nos últimos anos, sejam eles relacionados à pandemia do COVID ou outras circunstâncias?  É sua tendência tentar resolver a situação rapidamente ou aceita “vigiar e esperar”? Explique sua resposta.
  4. Quando você se depara com grandes obstáculos e diferentes tipos de adversidade que papel sua fé desempenha na forma como você reage a eles?

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Salmos 130:5-6; Lucas 12:35-37; Efésios 6:13-17;  Filipenses 4:6-7;  I Pedro 5:6-9.

Texto de autoria de Jim Langley, 
agente e perito em seguros de vida (CLU), da New York Life, desde 1983.


Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto.

Fonte: CBMC