Faça o Que Digo, Assim Como Eu Faço o Que Eu Digo

Maná da Semana

Trabalhar com uma pessoa que tem a desconcertante tendência de instruí-lo a fazer algo de uma maneira e em seguida agir de maneira totalmente contrária é frustrante. Faz lembrar o ditado: “Faça o que eu digo e não o que eu faço”. Isto se aplica a práticas profissionais, hábitos pessoais e até mesmo valores. Quando alguém diz uma coisa e faz o oposto, algo se perde na interpretação. Seria bom se fôssemos capazes de dizer: “Faça o que eu digo, assim como eu faço o que eu digo”.

No livro, “Lições de Liderança de Jesus”, Bob Briner e Ray Pritchard afirmam: “Lideres são sempre professores… Você precisa ensinar com autoridade. Você precisa estar preparado. Você precisa conhecer aquilo sobre o que está falando.” E acrescentam: “As palavras de um líder, vitalmente importantes como são, somente se propagarão e impactarão as pessoas se verdadeiramente representarem a realidade da sua vida. Lideranças eficientes e duradouras exigem tanto prescrição quanto exemplo”.

A intersecção entre ensinamento e ação foi objeto do poema, “Prefiro Ver um Sermão”, de Edgar Guest:

Prefiro ver um sermão a ouvir um algum dia.

Prefiro que alguém caminhe comigo e não meramente me mostre o caminho.

Os olhos são um aluno melhor e mais disposto que o ouvido,

O conselho excelente confunde, mas o exemplo é sempre claro.

E o sermão que você faz pode ser muito sábio e verdadeiro,

Mas eu prefiro aprender minha lição observando o que você faz.

Porque posso compreendê-lo mal no aviso elevado que você dá,

Mas não há como compreender mal a forma como você age e como vive.

E todos os viajantes podem testemunhar que o melhor dos guias hoje,

Não é aquele que lhes diz, mas aquele que lhes mostra o caminho.

Alinhar crença com ação é tema recorrente na Bíblia, o maior livro já compilado para o mundo empresarial e profissional. Vejamos algumas passagens:

Vivendo o que cremos. Expressar elevados princípios e valores e não vivê-los é hipocrisia. “De que adianta, meus irmãos, alguém dizer que tem fé, se não tem obras?… Se um irmão ou irmã estiver necessitando de roupas e do alimento de cada dia e um de vocês lhe disser: ‘Vá em paz, aqueça-se e alimente-se até satisfazer-se’, sem porém lhe dar nada, de que adianta isso? Assim também a fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta” (Tiago 2.14-17).

Aplicando os princípios. Não apenas ensinamos e demonstramos, mas também esperamos que aqueles que nos seguem como líderes ponham em prática o que aprendem. “Ponham em prática tudo o que vocês aprenderam, receberam, ouviram e viram em mim…” (Filipenses 4.9).

Passando adiante verdades e valores. Devemos não apenas dar suporte ao que dizemos com nossas ações, mas também passá-las adiante para que outros as apliquem em suas vidas. “E as palavras que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie-as a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar outros” (II Timóteo 2.2).

Próxima semana tem mais!

Robert J. Tamasy, vice-presidente de comunicações da Leaders Legacy, corporação beneficente com sede em Atlanta. Geórgia, USA. Com mais de 30 anos de trabalho como jornalista, é co-autor e editor de nove livros. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de J. Sergio Fortes (fortes@cbmc.org.com)

Questões Para Reflexão ou Discussão

1. Você já trabalhou com alguém que parecia personificar a atitude “Faça o que eu digo e não o que eu faço? Como foi sua experiência com isso?

2. Com você foi afetado ao trabalhar para ou com alguém que realmente vivia os princípios e valores que defendia? Isso o motivava de forma positiva?

3. Que achou do poema de Edgar Guest?

4. Qual dos princípios citados da Bíblia falou mais profundamente a você?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Provérbios 18.24; 20.14; 20.25; 25.13,19; 28.2; Mateus 5.17-20,33-37; Tiago 4.17; 5.12.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *